Povos Indígenas

BOLSONARO VETA AUXÍLIO EMERGENCIAL E ÁGUA A INDÍGENAS

“O presidente vetou a Lei 14.021, que prevê medidas de proteção social para prevenção de contágio e disseminação de coronavírus em territórios indígenas. Ou seja, o Governo Bolsonaro se eximiu de sua obrigação de fornecer água potável, leitos hospitalares e facilitar o acesso desses povos ao Auxílio Emergencial. Ele também não sancionou até hoje o projeto de Lei 1.142/2020, que proporciona medidas de apoio aos povos indígenas em função da pandemia de Covid-19 e que já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado, onde sou coautor. Enquanto isso, 455 indígenas morreram e 12.77 foram contaminados pela doença, atingindo 124 povos indígenas em todo Brasil, conforme os dados do Comitê Nacional pela Vida e Memória Indígena, da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) apresentados ontem. E no Amazonas, já são 2.338 contaminados e 169 mortes é o estado com maior número de vítimas. As Pastorais Ambientais do Brasil emitiram uma carta de repúdio contra essa decisão. Apoio essa iniciativa, pois é lamentável essa decisão do presidente, porque prejudica povos indígenas da Amazônia e do Amazonas. Busco sempre olhar para aqueles que mais precisam do apoio do Poder Público. Por isso, cobro o governo para que não feche os olhos para as questões indígenas e para quem mais precisa. Vamos trabalhar para derrubar esse veto absurdo desse governo anti-indígena, anti-trabalhador e antipovo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.