Saúde

Com emenda de Zé Ricardo no valor de R$ 1,5 milhão, FCecon irá reestruturar Laboratório de Patologia para agilizar laudos de cerca de 700 pacientes/mês

Em visita à Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), na manhã desta quarta-feira (16), o deputado federal Zé Ricardo (PT/AM) teve conhecimento de que já foi assinado neste mês de dezembro o termo de convênio para execução da emenda federal de sua autoria, no valor de quase R$ 1,5 milhão, de onde serão comprados equipamentos ao Laboratório de Patologia.

Com esse investimento de reestruturação e modernização, previsto para iniciar em janeiro de 2021, a FCecon irá agilizar os laudos de diagnósticos para cerca de 700 pacientes/mês, podendo cumprir a Lei Federal no 13.896/19, que assegura aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com suspeita de câncer o direito à realização de exames no prazo máximo de 30 dias, reduzindo o tempo de espera e para o início do tratamento e aumentando as chances de cura. Serão comprados, dentre outros equipamentos, estufas de secagem e esterilização, micrótomo, centrífuga laboratorial, placas aquecedora e refrigerada, freezer para congelamento rápido e computadores.

“Verificamos hoje os investimentos que serão feitos na FCecon, por meio da emenda federal que conseguimos aprovar, para ampliar o atendimento à população na área de exames e diagnósticos. Com a modernização desse laboratório, com certeza, muito mais vidas serão salvas”, declarou Zé Ricardo.

O diretor da FCecon, Gerson Mourão, agradeceu ao parlamentar pelo olhar prioritário na saúde do Estado, principalmente, com relação aos pacientes oncológicos. “E os recursos vieram pelo setor mais estratégico da Fundação, que é na área de diagnóstico, o que fará com que cumpramos a Lei Federal dos 30 dias. Esse é um grande avanço que teremos na Fundação, daqui para frente”.

Zé Ricardo destacou que está cobrando a liberação das outras emendas federais destinadas, principalmente, à área da saúde, como da FHemoam (Fundação de Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas), Fundação de Medicina Tropical e Francisca Mendes. “Vamos continuar lutando para buscar recursos e investir na saúde do Estado, para melhorar o atendimento à população, sobretudo, neste momento de tanto sofrimento, devido à pandemia do novo coronavírus”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *