Coronavírus Saúde

COM UNIÃO E BOM SENSO, SERÁ MAIS FÁCIL ENFRENTAR A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS E EVITAR NOVAS MORTES

Enquanto o presidente da República, em cadeia nacional, demonstra que sua preocupação é com ele mesmo, ao se dizer atleta e chamar de gripezinha o Coronavírus, em Manaus, morre a primeira vítima.

Me solidarizo com a família e me somo aos muitos que buscam soluções para o enfrentamento dessa pandemia mundial, que afeta a saúde física, mental e financeira de nossa população. Diariamente, estou atuando para buscarmos recursos financeiros para a saúde.

Apresentei propostas demonstrando fontes de recursos como: R$ 48 bilhões/mês que sairiam dos R$ 917 bilhões previstos para os juros e refinanciamento da dívida pública federal. Outra parte, cerca de R$ 50 bilhões poderiam vir dos R$ 600 bilhões do orçamento público que foram economizados entre 2016 e 2019. Podemos ainda retirar R$ 150 bilhões das reservas internacionais do país, cujo montante hoje está em US$ 367 bilhões de dólares, equivalente a mais de R$ 1,7 trilhão. E tem as grandes riquezas: o Brasil possui 206 bilionários que, juntos, acumulam uma fortuna de mais de R$ 1,2 trilhão. Se o país taxasse o patrimônio trilionário dessas famílias em apenas 1%, seria possível arrecadar R$ 80 bilhões.

Com isso, teríamos cerca de R$ 320 bilhões para a saúde e ajudar trabalhadores e pequenos empresários. Tem quem defenda tirar recursos também dos R$ 2 bilhões do fundo de campanha dos partido, além de reduzir os salários dos parlamentares e de outros setores, como o Judiciário.

Apoio todas essas iniciativas. Precisamos é atuar, já que quem deveria fazer, não está preocupado com a saúde do povo brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *