Amazônia Povos Indígenas

Deputado cobra do Ministério da Justiça, do Exército e da PF urgente apuração quanto ao sumiço de jornalista e indigenista no Vale do Javari

O jornalista inglês Dom Phillips, colaborador do Jornal Guardian, e do indigenista Bruno Pereira, membro da Unijava e servidor em licença da Funai (Fundação Nacional do Índio), continuam desaparecidos na região do Vale do Javari, no Amazonas. Diante da gravidade dessa situação, que já dura três dias, o deputado federal Zé Ricardo (PT/AM) está cobrando do Ministério da Justiça e Segurança Pública, do Ministério da Defesa e da Polícia Federal investigação e apuração desse caso, juntamente com a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas, da qual é vice-coordenador.

“Estamos cobrando urgência nas buscas aos desaparecidos. Sabemos que houve ameaças e até intimidações, o que é muito comum quando se trata de indigenistas e de quem defende os direitos dos povos indígenas”, declarou Zé Ricardo, que ontem à tarde falou ao telefone com o superintendente da PF no Amazonas, Eduardo Fontes, solicitando essas apurações e investigações o quanto antes. Ele também enviou cópia de requerimento de cobrança ao Exército Brasileiro e ao Comando Militar da Amazônia (CMA).

Em nota à imprensa, o CMA informou que ações sobre os desaparecidos só seriam iniciadas mediante o acionamento do Escalão Superior. “Por isso, cobramos que o Ministério da Defesa autorize o Comando Militar da Amazônia para também ajudar nas buscas dos desaparecidos”.

De acordo com o deputado, é nítido o abandono da Amazônia por parte do Estado e do Governo Federal, com Funai sucateada, pequena estrutura da Polícia Federal em relação ao tamanho da Amazônia, além da Base Anzol funcionar de forma precária. E informou que o Cimi (Conselho Indigenista Missionário) está denunciando a incapacidade operacional de enfrentamento das atividades ilícitas nas áreas indígenas, prejudicando pescadores e ribeirinhos daquela região. “Então, cobramos que o Governo haja nessa situação e em todas as outras onde a população está à mercê da violência e da pirataria, sem qualquer controle adequado”, finalizou o parlamentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.