Emprego

CONTRA MEDIDA PROVISÓRIA QUE DESOBRIGA O USO REGISTRO PROFISSIONAL

O deputado federal José Ricardo (PT/AM), falou durante audiência pública, realizada na manhã desta quarta-feira (11), na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio Serviço (CDEICS), sobre a Medida Provisória 905/2019, que prevê a extinção da obrigatoriedade do registro para a atuação profissional para jornalistas, radialistas e publicitários.

A Medida cria o Programa Verde Amarelo de autoria da Presidência da República, que o deputado considera outro pacote de maldades do Governo Federal, onde por tanto altera a legislação trabalhista e desobriga o uso de registro profissional de jornalistas, radialistas, publicitário e outras demais 10 profissões.

Durante o seu pronunciamento na audiência o deputado se posicionou contra a medida proposta pelo governo. 

“É momento de lutar contra essa medida provisória, que retira direitos dos trabalhadores e de várias categorias profissionais. Já me manifestei contrário a essa proposta e, junto com a bancada do PT, apresentei várias emendas. Jornalistas, publicitários e outros profissionais também serão prejudicados com a extinção da obrigatoriedade do registro. As empresas privadas têm interesses, querem ganhar dinheiro. E assim querem reduzir a despesa com pessoal, pagando baixos salários e contratando pessoas sem formação. Muitas querem que os estudantes saiam das faculdades, indo direto para o mercado, mas recebendo quase nada. Parece que estão fazendo um favor a essas empresas. Assim é a forma como alguns profissionais são tratados. No caso do jornalismo, não é nada de imprensa livre, é ganhar dinheiro explorando os profissionais. Muito oportuno esse debate e que possa influenciar nas decisões dos demais colegas parlamentares para a derrubada dessa MP 905”, declarou José Ricardo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.