Coronavírus

DESPERDÍCIO DE TESTES DA COVID-19 É UM ATENTADO À SAÚDE PÚBLICA

O Brasil ainda sofre com a pandemia da Covid-19. O número de pessoas infectadas já ultrapassou 6 milhões e de mortes são mais de 170 mil. Só no Amazonas são mais de 175 mil casos confirmados, com cerca de 4,8 mil mortes. E esses números continuam aumentando.
E o governo Bolsonaro, ao invés de buscar soluções por meio de políticas públicas para combater a contaminação da doença, decidiu armazenar 7,1 milhões de testes tipo RT-PCR, cuja data de validade vence agora em dezembro e em janeiro de 2021. Isso é um absurdo e um grande desperdício de recursos públicos. É um prejuízo equivalente a R$290 milhões.

Muito mais que um desperdício, é um atentado à saúde pública ou, no mínimo, uma manobra para não mostrar o avanço da doença. Enquanto isso, quem podia, comprava testes nas redes privadas, na busca de se curar a tempo e não sofrer grandes sequelas. Mas quem não tem condições financeiras padece.

Essa atitude é mais uma demonstração do governo Bolsonaro da falta de preocupação e de importância com a vida da população brasileira. Também estou cobrando do Governo Federal uma explicação sobre essa medida e uma solução definitiva para esses testes, pois se trata de salvar vidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.