Mandato

Fiscalização de orgãos públicos de Presidente Figueiredo e prestação de contas do mandato

O deputado José Ricardo (PT) esteve na manhã desta segunda-feira (9) no Município de Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus) fiscalizando órgãos públicos, como escolas, delegacia e hospital, prestando contas do mandato, ouvindo as demandas da população local e agradecendo os 843 votos que obteve na cidade na eleição suplementar deste ano p

teste

ara governador, em panfletagem pela cidade e em cima da sua Kombi, por meio da tribuna popular. “Continuarei prestando contas com a sociedade, seja antes, durante ou depois da eleição. Fui eleito pelo povo para fiscalizar os serviços públicos e para propor melhorias para o Estado, com base nas suas prioridades”.

Ele destacou que irá continuar lutando para melhorar a educação, a saúde e a segurança, além da geração de emprego e renda para o Amazonas. Enfatizou que Presidente Figueiredo é importantíssimo para o desenvolvimento do Estado, porque é estratégico, tem potencial turístico enorme, mas que precisa ser mais valorizado, além da produção mineral.

“Mas a área do turismo é o grande caminho para o Município, com essas belas cachoeiras, além da produção de alimentos (agricultura familiar, piscicultura e fruticultura). Por isso, defendo que os recursos para o desenvolvimento do Amazonas, possam, prioritariamente, chegar no interior, como em Presidente Figueiredo. Existem três fundos de recursos que vêm do Polo Industrial de Manaus e que devem ajudar nesse processo: o FTI (Fundo de Turismo e Interiorização), cerca de R$ 600 milhões por ano, no apoio à produção rural e ao turismo; o Fundo da UEA, com cem por cento dos recursos ajudando os polos da universidade também no interior, além do FMPES (Fundo das Micro e Pequenas Empresas), quase R$ 100 milhões/ano, para ajudar os pequenos empreendedores”, declarou o deputado.

Já na área da educação, José Ricardo citou que está apoiando a luta dos professores para receber o repasse total da parcela do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) ainda de 2016. “A Prefeitura de Presidente Figueiredo recebeu R$ 4,2 milhões desse Fundo. Por lei, os municípios são obrigados a repassar, no mínimo, 60% desses valores aos profissionais da educação. Continuaremos nessa cobrança e na luta pela transparência desse Fundo”, destacou ele, que está numa campanha nas redes sociais divulgando o valor desse repasse a cada município e orientando os professores a cobrarem de cada prefeito o que lhes é devido.

Não diferente de outros municípios, em Presidente Figueiredo, a saúde também está precária. Em fiscalização ao Hospital Eraldo Neves Falcão, o parlamentar constatou a necessidade de ampliação da estrutura física da unidade de saúde, como também melhorias na estrutura de atendimento à população. Faltam médicos nas especialidades de pediatria, neonatologia, neurologista, ginecologista e muitos outras. Quando há necessidades eles encaminham para a capital, que segundo denúncias, não presta um bom atendimento aos moradores de Presidente Figueiredo. Falta também estrutura para atendimento às mulheres vítimas de violência, como psicólogos e médicos especializados nessa área. “Venho cobrando providências sobre o abandono dessa unidade, além de continuar cobrando a convocação de todos os concursados da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), pois os serviços de saúde em todo o Amazonas precisam ser fortalecidos, com novos concursos para acabar com os supercontratos feitos com as empresas terceirizadas”, destacou.

Na fiscalização à delegacia, o parlamentar tomou conhecimento de que órgão funciona com o apoio de 12 servidores da Prefeitura e que a estrutura que tem não é suficiente para dar conta de tantas denúncias e casos de violência, principalmente, nas questões relacionadas à mulher, pois não há a menor estrutura para esse tipo de atendimento. Além disso, a delegacia tem 28 presos, número que ultrapassa o limite das duas celas existentes, cuja capacidade é somente de 6 pessoas por cela. Faltam também viaturas adequadas para atender às demandas dos ramais e vicinais do município, como ainda estrutura para realizar as investigações de crimes. De acordo com o delegado, o sistema de monitoramento instalado há pouco tempo no centro de Presidente Figueiredo ajudou a diminuir a violência somente nesses locais. E o alto consumo de drogas ainda preocupa.

Diante dessa situação, o deputados encaminhará relatório à Secretaria de Segurança, cobrando providências a essas preocupantes demandas. “A falta de segurança é um dos problemas que mais aflige a população do Estado. Continuarei cobrando mais estrutura para as polícias, bem como realização de concurso na área”, destacou.

E como última atividade política no município, ele realizou mais uma tribuna popular, em cima da Kombi, de prestação de contas do seu mandato. Dentre outros assuntos, José Ricardo lembrou que esse grupo político que governa o Estado há 34 anos, e que continua agora com o governador recém-empossado Amazonino Mendes, não se preocupou com o desenvolvimento econômico do Amazonas, além da Zona Franca de Manaus (ZFM). “Vamos continuar na cobrança por melhorias para o Estado, honrando os nossos votos, e cobrando o cumprimento das promessas do novo governador”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.