Sem categoria

José Ricardo propõe a criação de Consórcio Amazônico entre estados, para atuar no enfrentamento à Covid-19 na Região

Pensando em ações e saídas conjuntas para superar a disseminação e incidências de casos da Covid-19 no estado do Amazonas e estados da Região Norte, o deputado federal José Ricardo (PT/AM) encaminhou ao Governo do Estado do Amazonas e parlamentares da Comissão da Amazônia, na Câmara Federal, a sugestão de criação do “Consórcio Amazônico” entre estados da região. O parlamentar que é autor do Projeto de Lei 832/2020 que cria o Comitê Nacional de Articulação das Ações de Enfrentamento ao novo Coronavírus, defende que a união e o somatório de esforços nos estados seja o melhor caminho para o enfretamento da doença que vem crescendo a cada dia nos estados, principalmente no Amazonas.

A exemplo do que já acontece nos estados do nordeste, as principais ações desse consórcio, serão a ajuda mútua entre os estados para contratação de mais médicos e demais profissionais da saúde; atendimento em municípios fronteiriços cujo deslocamento seja mais fácil para outro estado, a estruturação do sistema de saúde dos estados, com a criação de novos leitos e de hospitais de campanha. Além disso, o acordo permitirá também, o intercâmbio de estudantes, apoio na segurança pública dos estados, parceria em obras de infraestrutura e a realização de compras conjuntas de, por exemplo, equipamentos de proteção individual (EPIs) e de respiradores, buscando assim a diminuição o preço de produtos e serviços.

“O Consórcio vai permitir mais rapidez, economia e eficiência. Será possível adquirir itens comuns da área da saúde, mais baratos, além de permitir, troca de experiências profissionais, como também poderá facilitar a contratação de médicos estrangeiros que já atuaram no Programa Mais Médicos, como ainda, assistência aos municípios fronteiriços do Amazonas, maior atenção aos povos indígenas, que hoje estão quase desassistidos, e à população da Zonas Rurais”, destacou José Ricardo lembrando que essa ação será perfeitamente possível, uma vez que o estado do Amazonas, por exemplo, faz fronteira com Pará, Acre, Rondônia e Roraima e da mesma forma outros estados da região.

A proposta, que tem como base o Consórcio Nordeste que uniu os nove estados que atuarão conjuntamente em torno de projetos sociais, políticos econômicos e infraestrutural, vai favorecer estratégias de descentralização na direção de objetivos gerais do Sistema Único de Saúde (SUS) para a regionalização e a hierarquização da oferta de serviços e é uma inovação do setor público que podem ser incluídas entre iniciativas que favorecem a construção de sistemas regionais pactuados, respeitando o fluxo natural da demanda existente, facilitando o acesso e buscando conferir maior eficiência no uso dos serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.