Plano de Governo

José Ricardo segue com a construção do Plano do Governo para Manaus, agora ouvindo a população por bairros

Receber e debater propostas com a população nas áreas do saneamento, do transporte, da saúde e da segurança, por bairros, na construção de um Plano de Governo para Manaus, de forma democrática e participativa. Essa foi a proposta da reunião presencial, com distanciamento e cuidados de prevenção, e também virtual, organizada pelo pré-candidato a prefeito de Manaus, deputado José Ricardo (PT/AM), na manhã de ontem (5), na sede da Cáritas Arquidiocesana (antigo Cefam), Centro, e também por meio de videoconferência.

Reunindo representação de moradores de diversos bairros da cidade, José Ricardo segue com uma nova fase da construção do seu Plano de Governo. Recentemente, ampliou a construção com a ferramenta digital, Plataforma “A Manaus que Queremos”, que está no ar e já recebeu muitas propostas de melhorias para a cidade. Mas, desde 2019, vem realizando reuniões para esse Plano, com seminários presenciais por áreas prioritárias, dando continuidade ao longo deste ano, com reuniões virtuais que estão acontecendo nos últimos dois meses, envolvendo toda a sociedade.

“O Plano de Governo para Manaus está sendo concluído. Mas vamos sempre estar ouvindo, conversando com a população. É importante ouvir as pessoas, principalmente, dos bairros periféricos da cidade, pois é o lugar onde as pessoas vivem e lá é onde estão os maiores problemas. E um ponto que nos preocupa muito é a questão do desemprego e da renda. Para resolver, é preciso priorizar essa área, com espaços para que as pessoas possam vender ordenadamente seus produtos. Precisamos também transformar os bairros num lugar bonito e bom de se viver”, declarou o pré-candidato, destacando que, se eleito, levará a Prefeitura para os bairros, estando mais próxima da população.

A voz do povo nos bairros
Moradora do bairro da Cidade Nova, Zona Norte, Mercy Soares afirmou que o saneamento básico é uma das maiores dificuldades dos moradores do bairro, problema que perpassa por toda a cidade, e avalia que a falta de transparência do poder público pode ser o foco do problema. “As metas e plano da concessionária para essa área precisam ser revistos pela nova Prefeitura”.

Para a enfermeira Luciana Gomes, é preciso dar prioridade à atenção básica à saúde, sobretudo, nas questões envolvendo a saúde das mulheres e sugeriu a criação do Centro de Atenção Básica à Saúde da Mulher, principalmente, nas zonas mais populosas da cidade de Manaus.

Já Efraim, representante da Rede Sustentabilidade (Rede), disse que o problema do transporte coletivo de Manaus é bastante complexo e que, para ser resolvido, deve contar com o apoio de especialistas e das universidades. Na ocasião, reafirmou o apoio do partido à candidatura de Zé Ricardo.

E o ex-vereador Waldemir José (PT) chamou atenção para a questão do orçamento participativo. “Sugiro que, como produto final dos debates do Plano de Governo, seja criado um coletivo em defesa de um governo popular. As práticas da política tradicional da direita têm se demonstrado contra essa prática de gestão, que atue em defesa dos pobres”, propôs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *