Diretos Humanos

“Nesse momento onde se vive uma série de retrocessos, é fundamental a atuação do serviço social na busca dos direitos da pessoa humana”, declarou José Ricardo

 

Foi realizado nesta terça-feira (24) o I Seminário de Serviço Social e Direitos Humanos no Amazonas, uma iniciativa da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Participação Legislativa da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), que tem como presidente o deputado José Ricardo (PT), juntamente com o deputado Luiz Castro (Rede) e o Conselho Regional do Serviço Social (CRESS-AM/RR). O evento, que aconteceu no auditório Belarmino Lins, na Aleam, contou com mais de 400 participantes inscritos, entre estudantes e profissionais da área.

O Seminário tem por objetivo discutir e debater sobre direitos humanos, diversidade religiosa e exercício profissional, por conta da atual conjuntura do país, com perdas de direitos, precarização no mundo do trabalho, assim como temas relacionados à ética e direitos humanos, em consonância com as deliberações do 46º Encontro do Conjunto CFESS (Conselho Federal de Serviço Social)/CRESS, assumidos pela categoria profissional, visando materializar a pauta.

Para o deputado José Ricardo, é fundamental esse debate, principalmente, nesse momento do País onde se vê uma série de retrocessos em termos de direitos. “E sabemos que o serviço social é fundamental na busca, na efetivação e na manutenção dos direitos da pessoa humana, na sua forma mais ampla. Porque exercitar os direitos humanos é promover a vida, a justiça, a solidariedade, a fraternidade. Estamos falando de saúde, de educação, de trabalho, de água, de alimentação, de serviços básicos para se viver com dignidade, como ainda de assistência aos desamparados. Para isso, é preciso ter profissionais dedicados com o social, como os assistentes sociais”, declarou ele, criticando ainda que, apesar dessa área ter uma legislação ampla e consolidada, ainda não é imple­mentada na sua plenitude por parte das várias instituições públicas e privadas. “Parabéns pela parceria do Conselho de Assistência Social, de discutir todas essas questões aqui no parlamento. Precisamos lutar muito para garantir o direito de todos e todas”.

A conselheira e coordenadora da Comissão de Ética do CRESS, Markilze Santos, destacou que a presença dos assistentes sociais, tanto da capital quanto de municípios próximos, fortalece as ações e os debates do Conselho. “Estamos num período de retrocessos muito grande. E a tônica conservadora que discrimina com os discursos de ódio estão na ordem do dia. E, nós, que somos assistentes sociais, que trabalhamos com a defesa intransigente dos direitos humanos, temos a tarefa de fazer a contra-narrativa, o contra-discurso disso tudo. Que possamos aproveitar esse importante momento”.

Já Fernanda Ramos, também conselheira e coordenadora da Comissão de Fiscalização do CRESS, confirmou que o debate é de muita relevância, principalmente, neste momento de retrocessos no campo dos direitos humanos. “Agradecemos a presença de todos os profissionais e a parceria firmada entre o CRESS e a Assembleia Legislativa. Tenho certeza que sairemos daqui melhor do que entramos, para termos condições de resistir aos retrocessos, além de ter conhecimento para decifrar a realidade de uma forma mais crítica”, completou a conselheira.

E a assistente social Gilza Batista disparou: “diz o ditado que devemos começar a mudança pela nossa casa. Por isso, junto a nossa categoria, estamos propondo esse importante debate no campo dos direitos humanos, refletindo sobre os retrocessos do golpe. Considero também que a Comissão de Direitos Humanos é uma ferramenta que se aproxima das categorias e da população. Espero que todos saiam fortalecidos desse seminário. Parabéns pela presença e participação de todos e todas”.

Como parte da programação do Seminário, houve exposições e palestras ministradas pelo deputado José Ricardo, que falou sobre a atuação da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa; pela Dra. Lidiany de Lima Cavalcante, assistente social, professora do curso de Serviço Social e do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Sustentabilidade na Amazônia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), com a palestra magna: “Direitos Humanos Diversidade Religiosa e Exercício Profissional”; e pelo Msc. Jeffeson William Pereira, assistente Social e conselheiro coordenador da Comissão Ética e Direitos Humanos (CEDH) do CRESS; e pelo deputado Luiz Castro, como presidente da Frente Parlamentar de Enfrentamento à Violência Sexual da Criança e do Adolescente (Frenpac), que proferirá palestra a respeito das ações da Frente.

Assessoria de Comunicação do Deputado José Ricardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *