Nota de Solidariedade

NOTA DE APOIO A DOM ORLANDO BRANDES, AO PAPA FRANCISCO E À CNBB

Nossa solidariedade ao arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, que foi sofreu ataques nos últimos dias, com palavras ofensivas e desrespeitosas, por parte do deputado Frederico Braun D’Ávila (PSL-SP), na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Ele também ofendeu todos os bispos, o Papa Francisco e a própria CNBB, afirmando que seriam “um câncer a ser extirpado do Brasil”.

Ao celebrar missa no Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no último dia 12 de outubro, Dom Orlando afirmou: “Para ser Pátria amada não pode ser pátria armada. Para ser Pátria amada (é preciso ser) uma república sem mentira e sem fake news. Pátria amada sem corrupção e pátria amada com fraternidade”!

Fala muito bem colocada, totalmente em sintonia com a Igreja e com os ensinamentos de Jesus Cristo, que tem missão em defesa da vida, lutando por políticas públicas para todos e todas, em solidariedade aos mais de 600 mil mortos nesta pandemia, aos mais de 14 milhões de desempregados e 19 milhões que passam fome do Brasil.

Não podemos aceitar um Governo que banaliza a vida e que dá mais valor ao armamento da população do que a políticas para a educação, em colocar livros nas mãos dos estudantes. Por isso, nossa total solidariedade a Dom Orlando Brandes, ao Papa Francisco e à Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que foram ofendidos pelo deputado bolsonarista. A Igreja e seus membros não podem se intimidar e devem continuar na defesa da vida!

Zé Ricardo
Deputado Federal (PT/AM)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.