Coronavírus Saúde

Parlamentar propõe que Governo e Prefeitura de Manaus façam parcerias com instituições para a confecção de máscaras a serem distribuídas à população

Com o rápido aumento do número de casos do Covid-19 no Amazonas, com mais de 1,2 mil casos e 62 mortes até o momento, deixando o Estado no topo de um ranking nacional preocupante, com mais infectados por 100 mil habitantes, órgãos especializados como Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Ministério da Saúde e até Organização Mundial de Saúde (OMS) passaram a intensificar à sociedade sobre a importância do uso das máscaras, até mesmo as caseiras, por todos e todas.

Diante dessa situação, o deputado federal José Ricardo (PT/AM) encaminhou ofícios tanto ao Governo do Estado quanto à Prefeitura de Manaus para que façam parcerias com instituições, como o Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Associação de Costureiras do Amazonas e Sindicato das Costureiras, para a confecção desse item de segurança e prevenção e que seja distribuído à população do Amazonas, principalmente, aos idosos, diabéticos e cardíacos.

“O Covid-19 apresenta um alto grau de transmissibilidade. Está se alastrando de uma maneira assustadora, mesmo com o isolamento social imposto pelos governantes. Infelizmente, uma boa parcela da população do Amazonas ainda não se conscientizou do perigo que é estar pelas ruas. E muitos, sequer, possuem os principais itens de prevenção neste momento, como as máscaras. Os especialistas em saúde já orientam o uso até das máscaras mais caseiras, desde que atendendo a algumas recomendações. Assim, proponho que o Estado e a Prefeitura de Manaus deem mais essa parcela de contribuição à sociedade e façam parcerias para confeccionar máscaras para quem ainda não as têm”, explicou José Ricardo.

O Ministério da Saúde, por meio ministro Luiz Henrique Mandetta, além de incentivar o uso de máscaras, destacou principalmente as de fabricação caseira, a fim de suprir a grande demanda na procura desse item de segurança. Destacou ainda que estas máscaras de produção caseira podem gerar uma barreira mecânica de contenção às gotículas de saliva: um dos principais meios de transmissão do novo Coronavírus. E alertou que uso deve ser individual e o material precisa ser lavado de forma correta para, então, ser reutilizado.

Veja abaixo documentos relacionados ao assunto:

OFÍCIO Nº 091 PREFEITURA MÁSCARAS

OFÍCIO Nº 089 GOVERNADOR MÁSCARAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.