Coronavírus

Reabertura do Comércio no Amazonas

O Supremo Tribunal Federal (STF) já determinou que quem decide pela abertura e fechamento do comércio nas cidades são os governadores e prefeitos. Se em Manaus, a decisão do governador foi pela reabertura gradual do comércio, deveria também estabelecer protocolos de segurança para garantir a saúde da população. Qual o protocolo que o prefeito também está seguindo para o transporte coletivo, para as pessoas que usam esse meio de transporte para ir trabalhar ou para fazer compras? Uma das grandes reclamações é que está tendo frota reduzida de ônibus, que não chega a 50%, o que gera aglomeração nas paradas e lotação nos coletivos. Toda a frota deveria estar circulando para dar mais segurança aos passageiros.

O que se viu nesse primeiro dia de reabertura do comércio foi um aglomerado de pessoas, principalmente, pelas ruas do Centro da cidade, muitas delas sem máscara e sem álcool em gel em mãos, quando existe um decreto obrigando o uso de máscaras em locais públicos. Cadê a fiscalização em massa? Por que não estão cobrando essa exigência? Dessa forma, podem-se concretizar as previsões dos pesquisadores do Estado, de uma possível segunda onda de contágio, com muito mais mortes. Temos que cobrar a responsabilidade do poder público pela saúde e pela vida das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *