Saúde

Servidores da saúde conquistam 24,2% de reposição salarial dos últimos quatro anos e José Ricardo diz que Governo deve respeitar os trabalhadores e a Aleam

Por 19 votos a favor, incluindo o do deputado José Ricardo (PT), foi aprovado na Ordem do Dia desta terça-feira (8) o Projeto de Lei nº 74/2018, oriundo da Mensagem Governamental, que reajusta a remuneração dos servidores do sistema estadual de saúde e dos serviços médicos em 24,2%, referente à reposição salarial da data-base, atrasada há quatro anos, com emenda antecipando em um ano a proposta do Governo de pagar o restante do reajuste (4,08%), de 2020 para 2019. O parlamentar ainda solicitou espaço no plenário da Casa para que os dois movimentos dos trabalhadores se manifestassem, além de cobrar transparência dos gastos da saúde e que o Estado respeite o resultado da votação, cumprindo a lei.

Estou na tribuna da Assembleia Legislativa toda semana para falar sobre a questão da saúde, sobre essa situação de atendimento da população, dos hospitais, das filas, das demoras, das pessoas que estão morrendo esperando atendimento. Mas também falando da situação dos trabalhadores da saúde. Assim como na área da educação, estamos questionando a terceirização que foi implantada no Estado, em todos os hospitais. Tem mais empresas terceirizadas do que servidores públicos. Lá em Tabatinga, tem um hospital inteiro com cem por cento dos servidores terceirizados e o resultado é que não melhora o atendimento à população. O atual secretário de saúde disse que o que eles estão gastando com a terceirização é muito maior do que se tivessem feitas as contratações de servidores. Então, acho justa essa luta pela melhoria do salário. A data-base  está atrasada há 4 anos (2015 a 2018) e os governos até hoje não cumpriram a lei”, declarou José Ricardo.

Para ele, se não houvesse pressão e mobilização dos servidores, o Governo do Estado não teria enviado à Assembleia uma proposta para pagar e repor as perdas por conta da data-base que não foram pagas nos últimos quatro anos. “Então, por isso, quero parabenizar esse esforço, essa dedicação de cada servidor que saiu para as ruas para cobrar que o Governo cumpra a lei. Mobilização que acontece desde o ano passado e em janeiro deste ano já estavam cobrando reajustes, por meio da Defensoria Pública”, frisou o deputado, destacando que a mesa de negociação funciona na medida em que o Governo tem vontade política.

Assessoria de Comunicação do Deputado José Ricardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *