Coronavírus Saúde

Zé Ricardo propõe ao Governo do Estado contratação de médicos de outros estados brasileiros e também cubanos, para ajudar no atendimento aos pacientes de Covid-19

Por causa da alta carga de trabalho devido ao aumento assombroso do número de contaminados e doentes pela Covid-19 no Amazonas, além da escassez de insumos e equipamentos hospitalares, profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate à pandemia estão esgotados física e mentalmente, atuando sobre muita pressão e estresse, correndo o risco de adoecer, não somente pelo novo coronavírus, mas também por outras doenças.

Diante da situação e buscando somar esforços para o atendimento à população do estado que sofre com a doença, o deputado federal José Ricardo (PT/AM) enviou nesta terça-feira (19) ao Governo do Estado, expediente sugerindo a contratação de médicos de outros estados do país e de médicos cubanos, que atuaram no Programa Mais Médicos e no Combate ao Covid-19, no estado do Pará.

Em diálogo com vários estados brasileiros, Zé Ricardo recebeu essa sugestão do deputado federal pelo estado do Pará, Airton Faleiro, também do PT. Faleiro relata que a ação no estado paraense obteve êxito imediato na melhoria dos atendimentos médicos aos doentes. E que, de acordo com a Associação dos Médicos Cubanos do Estado do Pará, existem 200 profissionais disponíveis para atuar no combate à covid-19 no Amazonas e se contarmos com médicos brasileiros, esse número cresce exponencialmente.

Para Zé Ricardo, se a sugestão for acatada, será uma grande ajuda ao Amazonas, uma vez que poderemos contar com mais profissionais, o que poderá contribuir para diminuição de sobrecargas dos médicos que atuam hoje diretamente atendendo os pacientes de Covid-19. “Cuba é referência mundial na área da saúde. Presta serviços e colabora em 66 países do mundo. Os médicos cubanos são funcionários do Governo e recebem salários e benefícios para eles e toda a família. Em Cuba, a saúde é pública. O médico se forma e não vai atuar na iniciativa privada para ganhar dinheiro, mas nas ações humanitárias de Cuba ao redor do mundo. Além disso, os médicos brasileiros que atuaram no enfrentamento à Covid-19 no Pará, também são muito experientes e preparados”, explica o deputado, destacando que unindo esforços muitas vidas do povo amazonense podem ser salvas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *